Costa Marfori Advogados na Mídia

O Sócio Ricardo Marfori comentou, em matéria no jornal “O Tempo”, a decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais que relativizou a aplicação da inversão do ônus da prova e desonerou aplicativo de transportes de passageiros em demanda na qual o consumidor pretendia a responsabilização da empresa pela alegação de perda de um celular dentro de veículo solicitado. “Ainda que a responsabilidade do fornecedor seja objetiva, o consumidor deve provar minimamente suas alegações. Não basta construir uma história no Juizado Especial e esperar que a empresa prove o contrário”, avaliou o advogado. Leia a matéria completa em: goo.gl/49T3kX